Supressão de Vegetação Nativa na Bahia

FOTO_6_Supressão_Vegetação_Nativa.jpg
imaterra-simbolo-branco-png.png

No segundo semestre de 2019, foi estabelecida uma parceria entre a Frente Parlamentar Ambientalista da Bahia (FPA), pesquisadores associados aos Programas de Pós-Graduação em Ecologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA) e o Imaterra. O objetivo central dessa parceria foi gerar sistematizações do conhecimento científico que investiga as causas e consequências da supressão de vegetação nativa no estado da Bahia e, com isso, contribuir para o aprofundamento das discussões sobre esse tema pela FPA. Uma das ações desenvolvidas no âmbito desta parceria, se refere ao seminário “Decorrências socioecológicas da supressão de vegetação natural da Bahia”, realizado em 17 de dezembro de 2019, no anfiteatro do Instituto de Biologia da UFBA. O segundo seminário, intitulado “Supressão de vegetação nativa na Bahia:  o que estamos perdendo?”, ocorreu em 27 de novembro de 2020, no modo on line.

O que estamos perdendo?

Título 1

Crédito na foto: Guilherme Gentil

Como resultado dos estudos sobre a supressão de vegetação nativa no estado e dos dois seminários, produzimos um documento e dois audiovisuais voltados aos parlamentares da Assembleia Legislativa da Bahia, a outros tomadores de decisão, e pessoas envolvidas ou interessadas no tema do desmatamento. O primeiro documento é uma cartilha denominada “Supressão de vegetação nativa na Bahia:  o que estamos perdendo?”, e está disponível em modo on line, em: https://www.labecoba-ufba.com/noticia. O primeiro audiovisual, intitulado “9 coisas que você precisa saber sobre o desmatamento”, também está disponível em modo on line, em:

O segundo audiovisual, denominado “Desmatamento na Bahia: Políticas Públicas e Ciência” 

Atualmente o IMATERRA está desenvolvendo o Projeto: “Desvendando a Supressão de Vegetação Nativa nas Bacias dos rios Grande e Corrente: Rios, biodiversidade, povos e comunidades tradicionais”, em parceria com o Ministério Público do Estado da Bahia, Universidade Federal da Bahia, e apoio financeiro da WWF

Acesse o conteúdo clicando na imagem abaixo.

  • Instagram